Guerra na Ucrânia: Papa alerta para ameaça de conflito global

A ameaça de um conflito global desencadeado pela invasão russa da Ucrânia precisa convencer a todos de que chegou a hora de a humanidade abolir a guerra, antes que ela acabe com a humanidade, disse o papa Francisco neste domingo.

“Mais de um mês se passou desde a invasão da Ucrânia, desde o início desta guerra cruel e sem sentido que, como toda guerra, é uma derrota para todo mundo, para todos nós”, disse a milhares de pessoas na Praça São Pedro, durante sua bênção dominical.

“Temos que repudiar a guerra, um lugar de morte onde pais e mães enterram seus filhos, onde homens matam seus irmãos sem sequer vê-los, onde os poderosos decidem e os pobres morrem”, acrescentou.

A guerra na Ucrânia está destruindo o futuro do país, disse ele, citando a estatística de que metade das crianças da Ucrânia teve que fugir do país.

“Essa é a bestialidade da guerra, algo que é bárbaro e um sacrilégio”, disse ele, incentivando seus ouvintes a não considerar a guerra como inevitável ou algo com que se acostumar.

“Se sairmos disto [guerra] da mesma forma como entramos, todos nós seremos, de alguma maneira, culpados. Diante do perigo da autodestruição, a humanidade precisa entender que chegou a hora de abolir a guerra, de cancelá-la da história do homem antes que ela cancele o homem da história”, disse ele.

Desde que a Rússia invadiu o país vizinho, em 24 de fevereiro, o papa Francisco tem falado diversas vezes sobre um possível conflito nuclear.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

Fonte: Agência Brasil

Share