Iniciativas buscam mobilizar doadores de sangue antes do carnaval

Os estoques de sangue dos hemocentros costumam ficar reduzidos nesta época do ano. Para evitar a falta de hemoderivados, campanhas em vários estados procuram atrair doadores para este período pré-carnaval.

Uma das iniciativas foi lançada pelo INCA, o Instituto Nacional do Câncer, no Rio de Janeiro, na internet, com a hashtag: #FoliaéDoarSanguenoINCA. A ideia é chamar a atenção da população para a queda de doações de sangue para os pacientes com câncer durante os festejos de carnaval. A divulgação da campanha do Inca acontece com a ajuda dos padrinhos, o dançarino Carlinhos de Jesus e a primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro Ana Botafogo.

Em Minas Gerais, também há mobilização para doação de sangue nesse período pré-carnaval. Viviane Guerra, assessora de Captação da Fundação Hemominas, chama a atenção para a importância da colaboração das pessoas na doação de sangue, principalmente em épocas como essa.

Outros estados também estão em campanha de incentivo a doação de sangue. É o caso do Rio Grande do Norte. O Hemonorte lançou, nesta terça, a campanha ”Neste carnaval, doe alegria, doe sangue”. De acordo com a instituição, o estoque do hemocentro potiguar tem se mantido na faixa de 200 bolsas e, com isso, os hospitais só têm conseguido atender às urgências.

Para atender empresas e instituições que querem aderir à campanha, o Hemonorte dispõe do Projeto Van Solidária, que oferece transporte a grupos compostos de dez pessoas.

Já no Ceará, o Hemoce lança o Bloco da Solidariedade, para incentivo à doação. Para ser um doador, é preciso ter entre 16 e 69 anos de idade. É importante lembrar que menores de 18 anos precisam de autorização do responsável, também tem que estar bem de saúde, pesar pelo menos 50 quilos, ter dormido bem na noite anterior, não ter consumido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores e nem fumado pelo menos até duas horas antes da coleta.

Pessoas com diagnóstico ou suspeita de covid-19 podem doar sangue, mas só dez dias depois do desaparecimento dos sintomas, mesmo prazo para assintomáticos com teste positivo. Quem teve contato com casos positivos pode doar após sete dias do último contato.

E quem tomou a vacina da covid, precisa esperar 48 horas para doar sangue, no caso da CoronaVac. Já os imunizados com doses da Oxford, Pfizer ou Janssen, precisam esperar sete dias para poder doar.
Saúde Brasília 22/02/2022 – 15:54 Sâmia Mendes – GT Passos Leandro Martins – Repórter da Rádio Nacional Doação de Sangue carnaval terça-feira, 22 Fevereiro, 2022 – 15:54 3:21

Fonte: Saúde

Share