Norte: chegada de período chuvoso aumenta preocupação com doenças

Com a chegada do período chuvoso nos estados do Norte do Brasil, aumenta a preocupação com as doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, como dengue, chikungunya e zika vírus. 

Em Rondônia, os casos confirmados de dengue chegaram a 625, um aumento de 55%, se comparado com o mesmo período de 2021, de acordo com o boletim epidemiológico da Agevisa, a Agência Estadual de Vigilância em Saúde.

Casos de zika no estado, até o momento, são oito, mas representam um aumento de 300%, comparado com o mesmo período de 2021, que registrou apenas dois. Já a chikungunya apresentou queda, com quatro casos confirmados neste ano.

O diretor da Agevisa, Gilvander Lima, alerta para o aumento da dengue no estado e pede a colaboração das pessoas.

Em Tocantins, os casos de doenças causadas pelo mosquito transmissor estão muito mais altos. Segundo a Secretaria de Saúde do estado, o aumento de dengue é expressivo. O total até o final de fevereiro em 2021 foi de 195 casos, enquanto no mesmo período deste ano os casos já passam dos 10.600.

Amazonas também registra um aumento no número de casos de dengue neste início de ano. Dados da Secretaria de Saúde apontam 688 casos de dengue até este momento, enquanto em 2021, houve 664 casos de dengue até o final de fevereiro.

Já no Pará, houve menos notificações dessas doenças neste início de ano. Segundo a Secretaria de Saúde Pública do estado, foi registrada uma queda de 45% nos casos de dengue nas primeiras seis semanas do ano em relação ao mesmo período do ano passado.
Saúde Diretor da Agevisa alerta para alta da dengue em Rondônia Brasília Aumenta preocupação com doenças ligadas ao Aedes aegypti no verão 25/02/2022 – 19:15 Paula Castro/ Renata Batista Leandro Martins – Repórter da Rádio Nacional Dengue Zika Norte Chikungunya Aedes Aegypti sexta-feira, 25 Fevereiro, 2022 – 19:15 2:20

Fonte: Saúde

Share