Rio de Janeiro é o estado que registra mais mortes por tuberculose

Mesmo com a evolução dos tratamentos, a tuberculose ainda é um dos mais graves problemas de saúde pública no país. E apesar de ter cura, a “peste branca”, como ficou conhecida no século XIX, é a doença infecciosa que mais mata no mundo.

Mas, ao contrário daqueles anos, hoje o tratamento da tuberculose é acessível a todos. Os pacientes têm cuidados gratuitos disponíveis no Sistema Único de Saúde.

No Rio de Janeiro, o quadro preocupa. Um levantamento recente da Secretaria Estadual de Saúde aponta o estado na segunda posição do ranking nacional relativo à incidência da doença, sendo o primeiro em mortalidade por esta causa. De acordo com a secretaria, o número de casos saltou 7,7% na comparação 2020/2021, quando houve quase 14.500 registros. E pela primeira vez em mais de uma década, houve um aumento de mortes, agravado, segundo especialistas, pela covid-19. Em 2019, antes da pandemia, foram 659 óbitos, número que subiu para 765 no ano seguinte e superou 800 em 2021.

Para marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, o governo do Rio de Janeiro anunciou investimentos de mais de R$ 19 milhões para custear tratamentos no estado. A iniciativa faz parte de uma cooperação técnica em parceria com a Assembleia Legislativa e vai destinar o valor de R$ 250 em auxílio alimentação a cada paciente em atendido.

Com 7 mil casos por ano, a capital fluminense é a segunda cidade do Brasil em incidência de casos;  Dados da Frente Parlamentar de Prevenção e Combate à Tuberculose da Câmara Municipal apontam que o Rio registra 89,9 registros a cada 100 mil habitantes, perdendo apenas para Manaus com 90,1 casos para cada cem mil habitantes.

O secretário municipal de saúde do Rio de Janeiro, Daniel Sorans, reforça a importância de seguir o tratamento para tuberculose até o fim. 

Criado em 1982 pela Organização Mundial da Saúde, o dia mundial de alerta foi definido para marcar os 100 anos da descoberta do bacilo causador da tuberculose, em 24 de março de 1882, pelo médico Robert Koch.
Saúde Rio de Janeiro 24/03/2022 – 16:11 Vitória Elizabeth / GT Passos Tatiana Alves – Repórter da Rádio Nacional Tuberculose tratamento Rio de Janeiro quinta-feira, 24 Março, 2022 – 16:11 3:17

Fonte: Saúde

Share